SAÚDE
BELEZA
TERAPIAS ALTERNATIVAS
GASTRONOMIA
AUTOMOTIVO E INDUSTRIAL
CRIATIVIDADE E ARTE
GESTÃO
TECNOLOGIA E INFORMÁTICA
GRADUAÇÃO E PÓS GRADUAÇÃO
CONHEÇA MAIS SOBRE A NECROMAQUIAGEM

Necromaquiagem

 

Assustador para alguns, tabu para outros, a necromaquiagem ainda gera desconforto em algumas pessoas e muitas dúvidas e curiosidades em todos, de fato associar a palavra a atuação é o que mais exalta a curiosidade e realmente ela é de se exaltar visto o processo e o trabalho final realizado. A necromaquiagem compreende também o   estudo da área facial e   como o   profissional   da cosmetologia estética pode atuar na mesma, realizando um trabalho satisfatório e possibilitando um momento de encontro e despedida do ente querido. Um dos pontos de destaque é que este profissional pode evitar o impacto em relação às deformidades devido as circunstancias da morte, seja qual for ela, este profissional estará preparado para atuar, cuidar, resguardar e exibir a melhor versão possível do falecido.

 

Mas afinal o que é necromaquiagem?

 

São técnicas que tem como objetivo melhorar a estética facial e de partes aparentes do corpo, como mãos, punhos e antebraço, devolvendo assim uma aparência mais próxima possível de como a pessoa era em vida, e trazendo conforto a família no momento da despedida.

            A preocupação com o corpo da pessoa falecida e seus cuidados, é historicamente conhecido, até muito antes do que possamos imaginar. Há registros milenares no antigo Egito, com o embalsamento dos corpos, que naquela época destinava-se apenas aos mais nobres, inclusive celebrados com festas e cerimonias glamurosas. Acreditava-se que tal procedimento lhes traria a vida eterna e os transformariam em deuses.  Esse ritual consistia em retirar as vísceras que seriam guardadas em um vaso chamado canopo, enquanto o corpo seria desidratado com sal grosso, lavado com perfumes e forrado com tecidos, enrolando todo o corpo com metros de bandagens embebidas em betume (pasta feita de petróleo) e guardadas em tumbas, transformando-os nas famosas múmias que conhecemos até hoje. É comum encontrarmos ainda múmias com mais de dois ou três mil anos de idade, expostas em museus pelo mundo todo.

Já em países orientais, como a China, a Filipina e o Japão, as homenagens póstumas são ainda mais importantes do que na nossa cultura ocidental, com rituais variados e inclusive com a maquiagem dos mortos, em alguns casos específicos. A maquiagem e ornamentos são expostas como homenagem aos mortos, e fazem parte da cultura de muitos países, como o México, que inclusive festejam o “Día de los muertos”, e acreditam que nesse dia, as almas retornam a terra para confraternizar com a família e amigos, sendo comemorada com muita festa e alegria, musica alegre e decoração temática. É comum inclusive, na cultura mexicana, algumas pessoas terem em casa crânios humanos e ossos diversos, inclusive de familiares e entes queridos, cultuados em altar decorado com flores e velas diversas, empregadas em rituais ou usados simplesmente como objetos de decoração. A caveira mexicana, como é conhecida no mundo todo, representa uma homenagem às pessoas que já faleceram, além de ser um símbolo de proteção contra maus espíritos e energias negativas, de acordo com a cultura tradicional mexicana. A caveira mexicana, como a conhecemos colorida e florida remete à vida, à alegria, uma forma de celebrar com beleza a existência de amigos e parentes que já partiram deste mundo e prestar uma homenagem.

            A necromaquiagem é a última etapa antes da entrega do corpo e também conhecida como camuflagem, é a ação antecedente ao velório, é nela que, a pele será preparada para que o seu aspecto fique o mais natural possível. Nessa etapa também será escovado os cabelos, retirado restos de esmalte e cortando as unhas das mãos (caso necessário) e dado os retoques finais retirando o aspecto azulado e acinzentado que apresentam após a morte, para que a família possa ter um conforto maior no momento da despedida. Complemento para a tanatopraxia, a necropraxia , é processo de preparação do corpo para receber roupa e maquiagem, poder ser realizada pelo auxiliar de necropsia , ou pelo próprio tanatopraxista, que pode se especializar também em maquiagem funerária e preparar esse corpo desde a sua chegada até a entrega para a família.  Pode ser realizada também por um necromaquiador, profissional especializado em maquiagem funerária, mas que não necessariamente é um tanatopraxista. Nesse caso, o profissional pode ser formado em maquiagem profissional e após a sua formação, se especializar na área de maquiagem funerária.

 

Quanto ganha um necromaquiador

 

Quais são os materiais mais utilizados para a necromaquiagem?

 

Os materiais que usamos para necromaquiagem basicamente são os mesmos de uma maquiagem convencional. Usamos bases, hidrantes faciais (isso porque o corpo perde liquido muito rápido após a morte e reidratar a pele é de extrema importância para que a maquiagem não fique ressecada e acabe ficando com aspecto de “trincada”, soltando da pele com um simples toque de um familiar ou ente querido por exemplo, na testa ou mãos por exemplo. Outro motivo pelo qual a hidratação facial é tão importante, é porque como não há circulação de sangue, os produtos não apresentam aderência) corretivos com tonalidades variadas de pele, do escuro ao mais claro, corretivos coloridos para camuflagem de manchas e hematomas, máscara de cílios, delineador, lápis para sobrancelhas, batom, sombras e itens de finalização (como pó translucido e compacto, cílios postiços, e até mesmo iluminadores). Porém, a forma de trabalhar cada item da maquiagem e otimiza-lo , pode mudar totalmente em relação a uma maquiagem convencional, e a composição de alguns itens também, como as bases faciais por exemplo, que deve ter a tonalidade sempre mais amarelada, cobertura mais alta e textura resistente a longos períodos, resistentes ao calor e ao toque.

 

Passo para a necromaquiagem?

 

            Mesmo após décadas, a necromaquiagem ainda gera muita curiosidade, e a principal delas é de como realizar o passo a passo desta maquiagem em pessoas mortas. Bem, podemos dividir a necromaquiagem em dois principais grupos, a maquiagem de embelezamento e a maquiagem reconstrutora ou corretiva. A maquiagem embelezadora é indicada para quem teve morte natural, sem sofrimento ou qualquer tipo de dano causado ao corpo ou face, como por exemplo mortes por acidente vascular cerebral (AVC) infartos e mal súbito. Nessa maquiagem, apenas devolvemos o viço a pele e destacamos os pontos mais evidentes, como olhos, sobrancelhas e lábios, e deixamos a pele corada com uso do blush cremoso ou em pó.

Já na maquiagem corretiva, usamos técnicas diversas, como as de camuflagem, para esconder hematomas e marcas oriundas de uma morte acidental por exemplo, onde o rosto pode ter sofrido diversos danos. É comum encontrar essas variações de cor na pele em mortes causadas por alguma doença ou que se subterram a algum tipo de tratamento mais invasivo onde é comum alteração de cor da pele em alguns casos ficando até arroxeada ou avermelhada, comum também em mortes por afogamento.

Por ser um ramo que vem crescendo consideravelmente nos últimos anos a procura por profissionais capacitados na área vem sendo cada vez mais procurada e a premissa de capacitação vem sendo exigida, através da formação e aperfeiçoamentos na área funerária, lembre-se sempre que a pessoa pode ter partido, mas a família e entes queridos que ainda aqui permanecem tem consigo que a partida seja singela e caracterize a pessoa da melhor forma possível, é um misto de sentimentos, paciência e dedicação nesta área.

 

Quero realizar o curso de necromaquiagem, o que devo fazer?

 

O mais indicado é que o profissional que queira atuar como necromaquiador faça o curso de auxiliar de necropsia, pois nele aprenderá todo o necessário para atuar na área, inclusive noções básicas de biossegurança, anatomia e fisiologia, noções de medicina legal, ética e legislação, sexologia, noções básicas ou avançadas de tanatopraxia e a própria necromaquiagem tanto na teoria quanto na prática. Um profissional capacitado e bem preparado, agrega com amplos conhecimentos, tem maior destaque no mercado de trabalho e maior reconhecimento a nível salarial e também de estudos científicos, por isso a importância em investir em conhecimento e cursos condizentes a área. Pesquise Cursos e recomendações isso também é de extrema importância.

 

Quanto ganha um necromaquiador?

 

Atualmente, o profissional da área da maquiagem funerária, recebe em torno de R$200,00 a R$350,00 em uma maquiagem embelezadora, e uma variável de R$700,00 até R$1000,00 em uma maquiagem corretiva, dependendo da quantidade de materiais e também da quantidade de horas que essa reconstrução levará para ser finalizada. Podendo atuar como maquiador fixo em funerárias ou de empresas de planos funerários, ou até mesmo contratada de várias funerárias diferentes, ou como free lance somente aos finais de semana ou a noite como complemento de renda a outra profissão que possua.

 

Mercado de trabalho.

 

O mercado de trabalho para esta profissão pode ser encontrado em Funerárias, serviços auxiliares em IML, Tanatórios, Auxiliar de Peritos, Polícia Científica, Institutos de Pesquisa e também em Concurso Público na sua região como Agente Funerário. O que também tem destaque é oferecer este serviço avulso, no seu estúdio de maquiagem, o que o faz ser contratado para a ocasião e te permite precificar o serviço, fundamentado na sua mão de obra qualificada. Importante mencionar que há situações onde o velório será rápido e o morto é logo será enterrado. Por isso, não é necessário passar pela tanatopraxia – cuja principal função é conservar o cadáver durante horas e até dias.

A morte assusta do mesmo jeito que encanta e é claro que tem que ter feeling especial para encarar a morte frente à frente, para quem deseja atuar nesta profissão. As pessoas se preocupam-se muito com o presente, de como estarão na foto no dia da festa da amiga, no casamento ou naquela balada hiper disputada, mas nunca pensam em como passarão dessa para melhor, ou seja, como será a make definitiva no próprio funeral. Um ponto essencial para a necromaquiagem é respeitar as características do morto, para não alterar suas características reais, exemplo: não podemos passar corretivo nas olheiras do morto se provavelmente não passava maquiagem. Imagina um ente querido chegando no velório sem reconhecer o próprio morto?

Para dar conta do recado, existem profissionais cada vez mais gabaritados, que estudam e se aperfeiçoam na técnica da necromaquiagem, a fim de garantir tons incríveis à cútis pálida e deixar o falecido com ar leve para a última despedida, o que de fato exige muita dedicação e conhecimento. Se você está pensando em realizar este curso, pense o quão diferenciado você já é por optar por esta profissão. A necromaquiagem, apesar de mórbida aos olhos de alguns e como tabu a outros, é uma profissão nobre, peculiar e promissora, e que deve ser respeitada e valorizada cada vez mais, pois é realizada com muito respeito, ética e tato para proporcionar à família as melhores lembranças possíveis, o que é para todos essencial.

É um trabalho extremamente braçal, minucioso e denso. Propiciar amor ao próximo, cuidar com carinho e ver um ser humano encerrando sua passagem pela vida de maneira digna e propiciar aos familiares um adeus minimamente tranquilo é uma das características mais marcantes da necromaquiagem.

 

Por Micheli Rodrigues - Professora do curso de maquiagem do Instituto Eleven

CADASTRE-SE AGORA!
E RECEBA AS NOVIDADES NO SEU EMAIL.
POSTS POPULARES

08/09/2021
SETEMBRO AMARELO
28/02/2021
CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE ALZHEIMER
28/01/2021
JANEIRO BRANCO
SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS

Instituto Eleven - Conheça nossos cursos profissionalizantes


Instituto Eleven é parceiro da ABED Associação Brasileira de Educação a Distância

Matriz - Centro / 41 3010.9777
Rua Dr. Faivre, 1330 - Curitiba

Sede Fazenda Rio Grande /
41 3070.4727
Rua César Carelli, 274

Sede Paranaguá / 41 3722.6252
Rua Alípio dos santos (esquina com a José Gomes), Palmital

FALE CONOSCO QUANDO PREFERIR



325 WEB - Criação de Sites e Sistemas para WEB